O processo de inseminação artificial em bovinos é considerado uma “revolução” no sentido de possibilitar o melhoramento do gado nacional por meio da utilização de uma técnica de reprodução que teve origem nos anos 60. Essa técnica consiste na deposição do sêmen do touro no útero da vaca de maneira artificial, ou seja, pela intervenção do homem. Essa tecnologia reprodutiva é a mais utilizada em todo o mundo, pois permite selecionar os melhores rebanhos para a reprodução. Confira algumas vantagens:

1 – Aumento do número de descendentes de um bom reprodutor;
2 – Melhor controle zootécnico do rebanho;
3 – Padronização do rebanho;
4 – Uso de touros após a morte;
5 – Melhor controle sanitário;
6 – Melhoramento genético;
7 – Redução da dificuldade de partos;
8 – Uso de mais de um touro e raças diferentes;
9 – Prevenção de acidentes com fêmeas e com o ser humano;
10 – Democratiza o melhoramento genético.