O uso da desinfecção dos tetos antes da ordenha, tradicionalmente conhecido como “pré-dipping” e após a ordenha, conhecido como “pós-dipping” são medidas altamente eficazes para o controle de mastite. O pós-dipping é uma medida muito eficaz para o controle da transmissão da mastite contagiosa, pois o uso do desinfetante reduz a colonização da pele dos tetos após a ordenha, a qual pode ser considerada como uma das principais formas de transmissão da doença no momento da ordenha.

Por outro lado, o pré-dipping é uma prática mais recente que pode reduzir em até 50% dos novos casos de mastite causada por agentes ambientais e, paralelamente, tem uma ação importante na melhoria da qualidade do leite, pois reduz a população microbiana na pele do teto. Atualmente, considera-se que a pele do teto é uma das principais fontes de microrganismos que contaminam o leite após a ordenha.

 

Fonte: www.milkpoint.com.br